Barreiras sedia encontro de Dirigentes de Cultura da Bacia do Rio Grande

Com o objetivo de conhecer na teoria e na prática alguns dos elementos que constituem a estratégia dos 10 anos de territorialização da cultura na Bahia, os sistemas municipais, programas culturais, a câmara técnica, os dirigentes de cultura do território da Bacia do Rio Grande se reuniram em Barreiras, nessa manhã de quinta-feira, 19, no Palácio das Artes com a equipe da Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura- SUDECULT.

Promovido pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, o evento reuniu representantes de cinco municípios que integram o território de identidade do Oeste, com o objetivo de socializar experiências, informações e aprendizados no campo sociocultural. Durante todo o dia, eles participaram de palestras, rodas de conversa e discussões para ampliar a valorização das manifestações culturais de cada município, com intuito de levar a arte e cultura dos filhos da terra aos quatro cantos do Brasil.

Na abertura dos trabalhos participaram a secretária de educação de Barreiras Cátia Alencar, a subsecretária Emília Moreno, o diretor de territorialização da Cultura Wdileston Souza e a diretora de cultura de Barreiras Diva Bonfim. Cátia Alencar deu as boas vindas reforçando a importância de criar mecanismos de debates nos municípios baianos, ofertando possibilidades de estimulação da identidade cultural através dos projetos da Secretaria da Cultura do Estado da Bahia.

“Barreiras recebe esse encontro de cultura da Bacia do Rio Grande com a expectativa de discutir os pontos, espaços e institucionalização da cultura. Aqui mesmo em nosso município, temos expressões culturais muito peculiares, nossa população é miscigenada com muitas identidades culturais, como sulistas, nordestinos, nortistas, sem contar as danças, músicas e manifestações centenárias como o reisado. Nosso objetivo é sim, discutir, projetar e realizar ações para a cultura perpetuar por muitas gerações”, frisou a secretária Cátia.

O diretor de territorialização, Wdileston Souza fez o resumo da mobilização cultural dos outros 26 territórios, convocando os municípios do Oeste a investir e despertar ações efetivas no campo da cultura.
“Esses encontros devem permanecer para socializar dúvidas e o que ocorrer referente à cultura. Quero reforçar que precisamos estar sempre conectados para fortalecer essa parceria com a SECULT, demandar ações e expor toda a riqueza popular e cultural dos 14 municípios que compreendem a Bacia do Rio Grande. Estamos a disposição para contribuir na articulação entre os municípios baianos, porque podemos sim, fortalecer a cultura produzida aqui no interior”, disse Wdileston.
O encontro foi finalizado com a construção de uma agenda coletiva para o fortalecimento e a visibilidade das ações.

Dircom – Prefeitura de Barreiras

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.